Tocantins poderá ter 7 candidatos ao governo

Há 40 dias das eleições partidos e justiça eleitoral se prepararam para o exercício da democracia

 

Da Redação

 

Que o Tocantins terá eleições para a escolha de um novo governador muitos já sabem. Após a cassação de Marcelo Miranda (MDB) e sua Vice Cláudia Lélis(PV), pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que também determinou a realização de novas eleições que estão marcadas para ocorrerem no dia 3 de junho.

 

Faltando 40 dias para as eleições suplementares, 7 partidos lançaram candidaturas para o governo tampão que assumirá o Tocantins até dezembro. Pelo calendário já determinado pela Justiça a primeira etapa foi concluída com as convenções partidárias. Todas ocorreram ontem no domingo 22. As candidaturas devem ser confirmadas junto à Justiça Eleitoral nessa 2ª feira (23.abr.2018).

 

Presidente do Tribunal Regional Eleitoral Desembargador Marco Villas Boas (foto)

Nessa data começa a contar o prazo de cinco dias para pedidos de impugnações, o que deve acontecer com os candidatos Carlos Amastha (PSB) e Kátia Abreu (PDT), que a priori dependeram do entendimento da justiça eleitoral. Seriam os prazo de desincompatibilização, filiação partidária, para exercício de cargo no executivo, entre outros.

 

 O 1º turno está marcado para 3 de junho. Caso seja necessário, o 2º turno será realizado em 24 de junho. Os candidatos só poderão fazer campanha, oficialmente, a partir de 3ª feira (24.abr).

 

Ao todo sete candidatos pretende concorrem ao mandato tampão são eles:

 

Eis a lista de candidatos, em ordem alfabética:

 

CARLOS AMASTHA (PSB)

Amastha, ao centro, renunciou à prefeitura de Palmas no início do mês

Nascido na Colômbia e naturalizado brasileiro, é ex-prefeito de Palmas. Eleito em 2012 e reeleito em 2016, renunciou ao cargo no início de abril. Fará coligação com PT, PTB, PC do B e Podemos.

Idade: 56 anos;

Candidato a vice: Célio Moura (PT).

Histórico de partidos: PP (2012) e PSB (2015)

 

KÁTIA ABREU (PDT)

Ato foi realizado na sede do PDT, em Palmas

A senadora e ex-ministra da Agricultura concorrerá ao governo local pela 1ª vez. A pecuarista tem o apoio do pré-candidato à Presiência pelo PDT, Ciro Gomes. Fará coligação com outros 6 partidos: PSC, PSD, Avante, PSDC e PEN.

Idade: 56 anos;

Candidato a vice: Marco Antônio Costa (PSD);

Histórico de partidos: PPB (1995), PFL/DEM (1998), PSD (2011), MDB (2013) e PDT (2018).

 

MARCOS DE SOUZA (PRTB)

Empresário, é ex-vice-presidente da Acipa (Associação Comercial e Industrial de Palmas) e ex-secretário de Transportes da capital tocantinense.

Idade: 64 anos;

Candidato a vice: Sargento Jenilson (PRTB);

Histórico de partidos: PRTB (2006)

 

MAURO CARLESSE (PHS)

Mauro Carlesse, à direita, recebeu o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PHS) durante lançamento de candidatura

É o presidente da Assembleia Legislativa e atual governador interino do Estado. Forma coligação com 4 partidos: PP, PRB, DEM e PPS.

Idade: 57 anos;

Candidato a vice: Olintho Neto (PSDB);

Histórico de partidos: PV (2011) e PTB (2014).

 

MARIO LUCIO AVELAR (PSOL)

Avelar se licenciou do Ministério Público Federal

Foi promotor de Justiça no Tocantins e atualmente é procurador da República. Se afastou do cargo em março para concorrer ao governo. Concorre ao governo pela 1ª vez.

Idade: 49 anos;

Candidato a vice: ainda não definido;

Histórico de partidos: PPS (2014) e Psol (2018)

 

MÁRLON REIS (REDE)

Márlon Reis, ao centro, com correligionários

Embora tocantinense, Reis ganhou notoriedade como juiz de direito no Maranhão. Notabilizou-se durante a campanha para aprovar a Lei da Ficha Limpa, que proíbe políticos já condenados em 2ª Instância de disputarem eleições. Será a 1ª vez que concorrerá a 1 cargo político.

Idade: 48 anos

Candidato a vice: o ex-comandante-geral da Polícia Militar Edvan de Jesus Silva (Rede).

Histórico de partidos: Rede (2016).

 

VICENTINHO ALVES (PR)

Ele está no 2º mandato como senador

Senador desde 2011. É ex-prefeito de Porto Nacional, região central do Estado. Forma coligação com MDB e Pros.

Idade: 60 anos;

Candidato a vice: Divino Bethânia (Pros);

Histórico de partidos: PDT, PFL, PSDB e PL e SD.

Avalie este item
(0 votos)

Mais notícias - Tocantins

Cidades

    Política

      Tocantins

        Brasil

          Tocantins

            Opinião

              Topo