Procon Tocantins deve finalizar 2018 com mais de 41 mil atendimentos

Órgão comemora mais de 30 mil casos solucionados

 

Por Jesuino Santana Jr.

 

A Superintendência de Proteção aos Direitos do Consumidor (Procon/TO) deve finalizar o ano de 2018 com mais de 41 mil atendimentos realizados. O órgão comemora também a alta taxa de resolutividade dos casos, que até o mês de novembro alcançou 84.33%.


O Procon tem como objetivo solucionar as demandas individuais e coletivas da sociedade em todo o estado, por meio dos 11 núcleos instalados em 10 municípios. Dentre as atividades desempenhadas pelos setores, o Procon registrou crescimento na resolução das demandas dos consumidores tocantinenses.


De janeiro a novembro deste ano, o Procon realizou 35.745 atendimentos, sendo que destes, 30.145 já foram solucionados, o equivalente a 84.33% de resolutividade. A estimativa é que durante todo o ano de 2018 (janeiro a dezembro), o número de atendimentos do órgão ultrapasse 41 mil.


“Em 2019, queremos nos empenhar ainda mais na execução das nossas atividades. Avançamos, consideravelmente, em setores importantes como o atendimento, a educação e fiscalização, porém é preciso alcançar novos desafios para que possamos alcançar a excelência”, disse o superintendente do órgão, Walter Viana.


Consumo Consciente
Na área de Educação para o Consumo, o Procon também desenvolveu várias atividades no ano de 2018, como blitze educativas nas ruas com distribuição de material informativo, palestras, além de capacitações na área de Defesa do Consumidor para os servidores.


De abril a novembro de 2018 foram realizadas ações que atingiram 13.552 pessoas em 27 municípios por meio de palestras. Com destaque para o lançamento do programa “Procon Responde”, transmitido semanalmente pela Rádio 96 FM, abordando temas do dia a dia do consumidor além da já consolidada ação “Procon nas Praias” que levou informações aos consumidores durante a temporada de praias nos municípios mais visitados. A previsão de pessoas alcançadas com as ações até o mês de dezembro é de mais 1.000 pessoas.


Em 2019, por meio da modernização da gestão e, com o efeito das capacitações oferecidas aos servidores, em 2018, há projeção de aumento de 20% na quantidade de consumidores alcançados pelas ações de Educação para o Consumo. Com a implantação do “Procon Itinerante”, consumidores que residem em localidades que não possuem Núcleo Regional de Atendimento serão beneficiados.


Fiscalização
Na área da fiscalização, o Procon realizou de abril a novembro deste ano, na Capital e no interior do estado, diversas ações nas quais foram apreendidos 4.797 itens de mercadorias impróprias para o consumo, como produtos fora do prazo de validade, embalagens adulteradas, amassadas, enferrujadas, dentre outros.


Nos postos de combustíveis e depósitos de gás de cozinha foram realizadas mais de 134 notificações. Também nesse período, houve a aplicação de 153 autos de infração, 200 autos de constatação, 600 relatórios de visita, além da realização de monitoramento de preços, semanalmente, nos mais diversos segmentos do comércio, totalizando 1.087 estabelecimentos visitados, dentre eles supermercados, postos de combustíveis, bancos, escolas, açougues, etc.


Para 2019, o Procon segue atento às fiscalizações e continuará a publicar pesquisas rotineiras como cesta básica (mensal), açougue e peixaria (mensal), gás(mensal), combustíveis (semanal), black friday, ceia de natal (anual), material escolar (anual), pescados (semana santa) e brinquedos (dia das crianças).


Colaborou: Luciene Lopes/Governo do Tocantins

Avalie este item
(0 votos)

Mais notícias - Tocantins

Cidades

    Política

      Tocantins

        Brasil

          Tocantins

            Opinião

              Topo