Livre da Febre Aftosa há 21 anos, Tocantins exporta carne bovina para 36 países

Com a vacinação em dia, o Tocantins mantém um dos melhores índices de vacinação do País – Foto: Governo do Tocantins Com a vacinação em dia, o Tocantins mantém um dos melhores índices de vacinação do País – Foto: Governo do Tocantins

Tocantins é o sexto estado com serviço de inspeção equivalente ao realizado pelo Serviço de Inspeção Federal

 

Por Jesuino Santana Jr

 

Considerado livre da Febre Aftosa com vacinação há 21 anos, o Tocantins exporta, atualmente, sua carne bovina para 29 países. Em maio deste ano, o Brasil recebeu o reconhecimento internacional de livre da aftosa com vacinação durante a 86ª Sessão da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), que ocorreu em Paris. A conquista credenciou ainda mais a qualidade da carne produzida no Tocantins e a eficácia da preservação da sanidade dos animais.

 

"O trabalho que desenvolvemos é essencial para a sanidade do nosso rebanho e para alcançar os mercados mais exigentes. Hoje, somos o sexto estado com serviço de inspeção equivalente ao realizado pelo Serviço de Inspeção Federal", disse o secretário de Estado do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária, Thiago Dourado.

 

O Tocantins ocupa o 11º lugar no ranking nacional com 8,7 milhões de bovídeos (bovinos e bubalinos) e está, há 21 anos, sem foco da doença. Nesta terça-feira, 6, o governador Mauro Carlesse participou da abertura da segunda etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa no Estado do Tocantins, que teve início no dia 1º e se estende até 30 de novembro. O evento foi realizado na Fazenda São Sebastião, na região de Taquaruçu Grande, que faz parte do município de Palmas, de propriedade do pecuarista Fenelon Barbosa.

 

"Temos orgulho disso e agora vivemos a expectativa de adquirir o status de estado livre de aftosa sem vacinação", ressaltou Mauro Carlesse. A previsão é que os produtores parem de vacinar o rebanho após maio de 2021, e que o país inteiro seja reconhecido pela OIE como livre de aftosa sem vacinação até maio de 2023.

 

Para alcançar o status, o Governo promoveu, nos últimos anos, o recadastramento de propriedades rurais, intensificou o controle de trânsito, manteve os altos índices vacinais, controlou os estoques de vacinas, além de atuar com agilidade nas notificações de doenças vesiculares.

 

De acordo com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), o Brasil possui o maior rebanho comercial do mundo, somando 218,7 milhões de cabeças de bovinos e búfalos. É também o maior exportador de carne com vendas para mais de 140 países.

 

2ª Etapa da Vacinação

A estimativa da Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) é vacinar 4 milhões de bovídeos (bovinos e bubalinos) com até 24 meses de idade no Estado. A declaração do ato é obrigatória, até mesmo para os produtores rurais que não tenham animais nessa faixa etária. A medida objetiva a atualização cadastral para efetivo controle sanitário. O Tocantins conta com aproximadamente 8,6 milhões de animais.

 

Na primeira etapa realizada em maio, o Estado bateu recorde de vacinação contra a doença, atingindo o índice vacinal de 99,91% envolvendo 8,5 milhões de bovídeos, presentes em 55,5 mil propriedades rurais. Os municípios com maior número de animais são Araguaçu com 350,4 mil; Araguaína com 244,3 mil; Formoso do Araguaia com 240,2 mil; Peixe com 198,6 mil e Arraias com 194 mil.

 

Países

 Em 2017, o Tocantins exportou mais de 28 mil toneladas de carnes, produtos e subprodutos, para 27 países. Já em 2018, de janeiro a setembro, foram exportados mais de 27 mil toneladas desses produtos para 29 países, já apontando um crescimento em relação ao ano anterior.

 

Os 29 países que importam carnes bovinas do Tocantins são: Angola, Argélia, Arábia Saudita, Argentina, Armênia, Bahrein, Costa Marfim, Chile, Egito, Emirados Árabes, Gabão, Gana, Geórgia, Guiné Equatorial, Hong Kong, Irã, Jordânia, Líbia, Libéria, Líbano, Kosovo, Laos, Omã, Palestina, Paraguai, Singapura, Tunísia, Uruguai e Turquia.

 

Avalie este item
(0 votos)

Mais notícias - Tocantins

Cidades

    Política

      Tocantins

        Brasil

          Tocantins

            Opinião

              Topo