Polícia Militar amplia ações de Polícia Comunitária em Porto Nacional

Polícia Comunitária é uma filosofia e uma estratégia organizacional que proporciona uma parceria entre a população e a polícia, baseada na premissa de que tanto a polícia quanto a comunidade devem trabalhar juntas para identificar, priorizar e resolver problemas contemporâneos, como crimes, drogas, medos, desordens físicas, morais e até mesmo a decadência dos bairros, com o objetivo de melhorar a qualidade geral de vida na área.

 

Da Assessoria



Nesta quarta-feira, 25, inicia em Porto Nacional um ciclo de reuniões que tem por objetivo ampliar as ações de Polícia Comunitária no 5º Batalhão da Polícia Militar (BPM). Essa expansão será por meio da implantação das Redes Comunitárias de Segurança (RCS).

A Unidade já tem algumas ações comunitárias desenvolvidas na cidade, dentre elas o Conselho Comunitário de Segurança, que é bastante atuante na região. As RCS serão mais uma ferramenta para a população aumentar a sensação de segurança e reduzir os índices de criminalidade.

 

O comandante do 5º BPM, tenente-coronel Jerry Adriane de Araújo Godinho destacou que a ampliação fortalecerá as atividades já desenvolvidas pelo Batalhão. Para ele, a parceria entre a PM e a comunidade contribui para aperfeiçoar a prestação de serviço ao município e consequentemente amenizar os problemas de segurança que afligem a comunidade.

 

Definição das Redes Comunitárias de Segurança

As RCS surgiram como estratégia de Polícia Comunitária que visa à interação da PM com outros segmentos da sociedade, como órgãos públicos, entidades religiosas, comerciantes, unidades de ensino e demais membros da comunidade.

 

Existem vários serviços oferecidos pela PM através das RCS. Dentre eles estão: as visitas cidadãs, realizada pelos policiais militares em locais como casa, comércio e igreja; visitas solidárias, essa ocorre após a vítima se envolver em uma ocorrência. Outro destaque são os monitoramentos que podem ser feitos pelas viaturas em área de risco e vulnerabilidade, como também pela comunidade através de grupos nas redes sociais.

 

A participação da sociedade nas RCS é primordial para o andamento do projeto, sendo assim a PM disponibiliza cursos para capacitar cada uma das pessoas interessadas em participar ativamente da segurança local.

 

Os cursos oferecidos são de Redes Comunitárias Protegidas (RCP), Curso de Agentes Comunitários de Segurança (CACS), Programa Educacional de Resistência às Drogas e a Violência voltado aos pais (Proerd-pais) e Segurança Comunitária Escolar.

 

Diante das diversas opções de interação entre a Instituição e a sociedade, cabe à Unidade desenvolver as ações, conforme sua capacidade gestora e estratégica.

 

Avalie este item
(0 votos)

Mais notícias - Cidades

Cidades

    Política

      Tocantins

        Brasil

          Tocantins

            Opinião

              Topo